Projeto de Extensão da UCPel leva a computação para estudantes da rede pública


918  26 de junho de 2022

Descomplicar a computação é o objetivo do novo projeto de extensão da Católica de Pelotas (UCPel). Buscando possibilitar o contato de alunos de escolas públicas com a programação por meio da construção de jogos computacionais, o Projeto Computação nas Escolas faz parte da lista das 28 novas ações aprovadas pela universidade para acontecerem no ano de 2022.

Na primeira etapa do projeto serão contemplados 20 alunos a cada dois meses e os encontros irão ocorrer uma vez por semana, coordenados pelas professoras Fernanda Mota e Victoria Souto e as aulas devem começar já em agosto.

De acordo com a professora Fernanda, a iniciativa pretende incentivar os estudantes a ingressarem nas diferentes modalidades dos cursos relacionados à computação no futuro. “Nosso objetivo é descomplicar a computação e mostrar que qualquer pessoa, desde que tenha interesse, pode aprender e tornar isso a sua profissão”, afirma Fernanda. 

Vinculado aos cursos de Engenharia de Computação, Engenharia Elétrica, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Redes de Computadores, o projeto a princípio será aplicado apenas no Instituto de Menores Dom Antônio Zattera, para que seja analisado o impacto e a aceitação do curso na vida desses alunos.

Atualmente, o projeto de extensão já conta com a participação de acadêmicos dos cursos de Análises de Desenvolvimento de Sistemas, do Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação e do curso de Serviço Social. Alunos interessados em fazer parte do projeto podem entrar em contato com as coordenadoras.

Comunidade pode contribuir com as ações do projeto

Para que sejam realizadas as atividades, as coordenadoras do projeto de extensão estão buscando aumentar o número de computadores do Instituto e a comunidade em geral pode ajudar por meio da doação desses equipamentos. 

Interessados em contribuir podem entrar em contato com a professora Fernanda pelo telefone (53) 99172-9954.

Redação Lizandra Vilela