Projeto de inteligência artificial que audita contas públicas é apresentado na Universidade

Um dos projetos colaborativos de maior destaque no país, a Operação Serenata de Amor foi apresentada para acadêmicos do curso de Engenharia de Computação da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) na noite da última terça-feira (21). O idealizador da iniciativa, Irio Musskopf, mostrou o funcionamento da Operação, que utiliza a inteligência artificial para auditar contas públicas e auxiliar no combate à corrupção.
O convidado começou a apresentação contando sobre a formação da equipe e a decisão de adotar uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para finalizar o projeto. Foram conquistados mais de R$ 80mil, recorde de arrecadação no Brasil para este modelo de financiamento.
A Operação Serenata de Amor nasceu com o objetivo de analisar a Cota de Exercício da Atividade Parlamentar. São R$ 44 mil por mês que todo deputado federal tem à disposição para gastos como alimentação, passagens de avião e combustível. A comprovação desses gastos é feita através de apresentação de notas fiscais e ficam disponíveis para consultas por meio da Lei de Acesso à Informação.
É a partir dessas informações e do estudo da legislação brasileira que Musskopf abordou temas mais específicos, como o funcionamento da Ciência de Dados (Data Science) e de Aprendizado de Máquina (Machine Learning) para a formulação de hipóteses que detectam dados suspeitos nas notas fiscais. 
De acordo com o palestrante, alguns exemplos de anomalias detectadas pelo projeto mostram ocorrências como o pagamento de diversas refeições no mesmo dia pelo mesmo deputado, ou refeições feitas com poucos minutos de diferença em dois estados diferentes. Musskopf ainda apresentou os códigos-fonte dos softwares utilizados no projeto. Todos eles são abertos, estão disponíveis na Internet e podem ser auditados por outras pessoas.
Para o coordenador do curso de Engenharia de Computação, professor Cláudio Diniz, a palestra foi interessante por combinar os aspectos técnicos da Engenharia de Computação e da legislação para a resolução de um problema complexo e de grande importância para a sociedade brasileira. Devido a relevância da Operação Serenata de Amor, o evento atraiu acadêmicos e pesquisadores da área tecnológica e de outros cursos da UCPel. Estudantes outras instituições da região também compareceram.  

foto da notícia